top of page

A telenovela e seu imensurável valor

No Brasil nenhum produto de entretenimento é tão popular quanto as novelas

Imagem: Creedi Zhong on Unsplash.

No Brasil nenhum produto de entretenimento é tão popular quanto as novelas. Alcançando um público que transita entre faixa etária, gêneros e camadas sociais, este produto está no nosso cotidiano desde que nos entendemos por gente, ocupando boa parte da programação dos canais, suscitando conversas e até mesmo influenciando nosso dia a dia.


Tal popularidade não possui explicações muito complexas, afinal de contas para ter acesso a elas basta ligar a tevê - aparelho que está presente em praticamente toda casa brasileira - e assistir a um capítulo. Acompanhar uma novela inteira possivelmente é uma das maiores tradições brasileiras e poucas são as pessoas que nunca fizeram isso.


Mas não vamos ser reducionistas e apontar apenas a praticidade como justificativa para o incontestável sucesso das telenovelas. Podemos ainda dizer que sua incrível capacidade de nos cativar é o que nos torna grandes adoradores dessas obras. Dito isso devemos admitir que acompanhamos novelas sobretudo pelo fato de gostarmos delas, criando assim uma devoção com o formato.


O público, sem dúvidas, oferece simpatia e dedicação para a obra. Esses sentimentos são os que os realizadores pretendem buscar e cuja a falta de êxito pode implicar num fracasso da produção. Porém não é uma tarefa sem esforços atingir esse objetivo. O caminho mais comum é investir numa trama bem simples, cujo argumento já foi abordado outras milhares de vezes nas mais diferentes formas de arte. Bons exemplos são o tradicional amor impossível, o planejamento e execução de uma vingança ou grandes intrigas; uma história familiar, mas suficientemente charmosa para atrair a atenção e a fidelidade do público.

Por possuírem um molde já previamente estabelecido, aqueles que trabalham com a teledramaturgia podem trazer novidades para área ao se dedicarem mais em como tal história está sendo contada do que o relato em si. Em vista disso nenhuma novela é igual a outra. Mesmo que suas premissas sejam idênticas, há uma série de variações que as diferenciam.


No entanto, apesar do sucesso, a telenovelas é um frequente alvo de críticas negativas. Constantemente se argumenta que tais obras têm um teor demasiadamente básico, pouco inovador e que, em muitas ocasiões, aborda as tramas com sentimentalismo barato e conveniência exagerada. Alguns críticos mais ferrenhos chegam até mesmo a dizer que elas são obtusas e alienantes. Para estes - nem precisamos dizer- as telenovelas se tratam de obras de arte menores, se é que há um valor artístico por trás delas.


As críticas não são completamente infundadas. Como dito anteriormente, as telenovelas buscam um enredo simplificado que podem muitas vezes não exigir nenhum esforço do telespectador para a compreensão total da trama. Porém dificilmente estas características irão definir a qualidade das produções, afinal considerar as novelas como obras inferiores por apresentar atributos que são inerentes às mesmas é desprezar toda a importância que elas têm para os indivíduos que atingem. É também apagar o brilhantismo por trás de cada produção, e esquecer que muitas são capazes de atravessar os anos e ainda sim ter algo a dizer. É sobretudo rejeitar que ela efetivamente influência na sociedade, sendo um fator marcante na cultura brasileira.


As novelas, apesar das recentes quedas de audiência, não parecem ter destino breve. Elas ainda são capazes de despertar sentimentos nos telespectadores, e enquanto isso acontecer, podemos esperar a longevidade desta arte.


...


Paulistana e estudante de jornalismo na UFSJ, Caroline Santos é fascinada por imagens, estáticas ou móveis, mas encontra na escrita sua verdadeira paixão. Sempre em busca de fugir do senso comum, acredita que o Por Outro Olhar é o projeto perfeito para isso.

Comments


bottom of page